16 de dezembro de 2017

PAU-MANDADO DOS MARINHOS

Merval Pereira, colunista e jornalista da rede Globo, é um exemplo típico de jornalista pau-mandado: vendeu a alma ao diabo, para manter seu salário e emprego, como muitos que a história desprezou. Sua coluna repete de longe a Coluna do Castelo, que durante décadas serviu de guia a todos os políticos. Liam nas ditas entrelinhas. Na do Merval não, se lê para conhecer a estratégia do inimigo número um do povo- o Globo. Sobre Lula, é grande o contorcionismo jornalístico, as intrigas e mentiras. Merval lidera. Lula é acusado de todas as formas. Por ter apartamento e sítio que não é dono, por ter recibos de aluguel que não são reais. Enquanto isso, abandona os milhões do apartamento, da mala e das contas dos aliados.

15 de dezembro de 2017

LULA NÃO VAI RECUAR COMO GETÚLIO E JANGO

O que fez Getúlio com as mesmas acusações mentirosas das elites contra ele, seus amigos e seu governo? Se suicidou. O que fez Jango, também com as mesmas acusações mentirosas? Se exilou. Nas duas situações o povo estava ao lado dessas lideranças. Pesquisas posteriores e sigilosas revelam isso. Faltou determinação para enfrentar esses acusadores covardes e poderosos, mesmo com possível derrota iminente. Não é o caso agora de Lula. Não é subversivo, como quis a ditadura envolvê-lo, resistiu, mesmo na cadeia. Lula não é corrupto, não há prova concreta. Lula resiste. Seus algozes, agora sem o uso das forças armadas, empunham a toga contra seu peito para fazê-lo desistir, mas a história não se repete.


9 de dezembro de 2017

TRILHÕES PARA ACABAR COM A APOSENTADORIA

Um levantamento de todas as benesses, isenções, concessões, perdão de dívidas e doações de patrimônio feitas aos empresários, latifundiários, banqueiros e a seus representantes (parlamentares, mídia e justiça), desde  do golpe no Brasil, atinge a trilhões de reais. A conclusão então é outra: não são apenas os milhões de reais que dizem economizar (mentirosamente) na aposentadoria que estão em jogo, é muito mais grave: é a escravidão do assalariado. Como assim? As mudanças na CLT, na previdência e na terceirização, que o fascismo golpista fez e quer fazer, é para impossibilitar qualquer aposentadoria. Literalmente a escravidão. O patrão terá o controle absoluto do empregado. É a volta da Casa Grande.


8 de dezembro de 2017

CADÊ OS BILHÕES ROUBADOS?

Diariamente, desde 2016, são feitas denúncias (muitas comprovadas) de desvio de bilhões de reais dos cofres públicos e do contribuinte para ladrões históricos do erário público. Mas muito pouco se tem noticiado do retorno desse dinheiro aos cofres públicos. O que está havendo? Somente Cunha e Cabral a soma atinge quase um bilhão e nada foi devolvido. Incompetência da justiça ou má fé? Rodrigo Tacla Duran, ex-consultor da Odebrecht, denuncia que a lava-jato, o juiz Moro, outros juízes e procuradores não combatem a corrupção, mas dividem o dinheiro da corrupção. As delações são abrandadas se o delator entrega o dinheiro à lava-jato. Aí  está a explicação porque o dinheiro roubado não aparece.


1 de dezembro de 2017

"SAIR DAS CORDAS E IR PARA O ATAQUE"DIZ WAGNER


Wagner Moura começa a rodar o filme “Marighella” e diz que “A gente (no caso, a esquerda, os democratas, os progressistas, os cidadãos, os intelectuais, os estudantes, os assalariados, setores da classe média) tem que sair das cordas e partir para o ataque”. Segundo ele, Marighella sofreu até ser assassinado as consequências da ditadura de 64, mas seu exemplo e sua resistência é atual e serve perfeitamente para os dias de hoje. Existe atualmente a mesma divisão de sentimento da época: revolta por uns, revolução por outros e passividade pela maioria. Conhecimento (ou conscientização) é a única saída. Só o conhecimento impulsiona a ação e as mudanças. Na arte, Wagner, dá sua contribuição. Esse, o desafio de todos.


29 de novembro de 2017

GOLPISTAS DIVIDINDO-SE

A política brasileira toma rumos difíceis de prever para onde vai. Começou com um golpe inédito parlamentar, jurídico e midiático. Mas os fatos avançam e a incerteza aumenta. Eleição é um divisor de água. Por quê? Os golpistas se dividem pela sobrevivência eleitoral. Os principais artífices do golpe (mercado financeiro e mídia) encontram dificuldade nos principais aliados para assumir seu programa anti-povo (PSDB, DEM, PMDB), além de envolvidos em práticas comprovadas de  corrupção. Aí mora um perigo. Que programa esses artífices do golpe apoiarão? O ultranacionalismo autoritário e racista de um Bolsonaro ou o neoliberalismo do PSDB? E a esquerda com e sem Lula e o passivo eleitor?

28 de novembro de 2017

O AI-5 ATUAL É A CASSAÇÃO DE LULA

O golpe dentro do golpe. Em 1964, os militares que deram o golpe contra Jango prometendo eleição e retorno rápido da democracia. Em 1968, baixaram o AI-5 fechando o Congresso, cassando os deputados progressistas e ficando no poder 21 anos. Agora, é evidente, a situação não é a mesma. Não há comunismo para justificar a derrubada do governo, mas criaram outro argumento: a corrupção. Fazem um carnaval, mas seus aliados, acusados com provas evidentes, não são investigados, continuam com seus roubos e são liberados para governar e exercer mandatos. Mas a esquerda, no caso o PT, de Lula e Dilma, o massacre da mídia é permanente. esquentam e reesquentam acusações falsas e sem provas