21 de novembro de 2017

UNCTAD (ONU): GLOBALIZAÇÃO, ARMADILHA PARA TODOS

Carta Capital faz uma matéria sobre a armadilha que está colocada para o mundo da globalização. Uma globalização para gigantes cujo desfecho se aproxima rapidamente com uma crise superior a 1930 e 2007. E por quê? A denuncia quem faz é a Unctad- Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento para 193 países da ONU. O mundo foi dominado por grandes corporações financeiras e empresariais. Segue leis próprias, não investe, nem gera emprego, corta gastos sociais e vive do rentismo (renda de títulos do governo, imobiliárias, certificados e depósitos com seus juros) com graves prejuízos aos investimentos produtivos. Não precisa ser economista:  não vai dar certo. O que fazer está colocado para todos, trabalhadores e mesmo empresários.


14 de novembro de 2017

O PODER INVISÍVEL

Em 1992, o estrategista da campanha de Bill Clinton usou a expressão: É a política, estúpido! para explicar a economia na política. Hoje, no Brasil essa frase explicaria o quadro atual? Não. Não é a política, nem os políticos e nem os partidos que explicam a situação atual. O foco de quem comanda a política brasileira é econômico. Um complexofinanceiro. O verdadeiro poder está invisível. O que existe é uma narrativa para confundir dos meios de comunicação. Estes, não se constituem mais uma imprensa, como conhecíamos, com posições diferentes. Acabou. A imprensa é conglomerado e compõem esse complexofinanceiro. Os donos do poder atual não tem partidos ou políticos. Mudam. Sua única ideologia é a supremacia do mercado e do lucro.


11 de novembro de 2017

PATRÃO AGORA É REI E DECIDE TUDO

Hoje, dia 11 de novembro de 2017, é uma espécie de “Sábado de Aleluia” para os patrões. O trabalhador é Judas e será malhado até a morte. E sob que argumentos o Globo (as TVs em geral), o mercado de títulos e ações (banqueiros) comemoram essa data e a mentira divulgada amplamente, sob o guarda-chuva do combate à corrupção e de ampliação do emprego? Desorganizado e desinformado o trabalhador assalariado assiste tudo e se cala, por razões que só a história poderá explicar melhor.  A fórmula “milagrosa” dos patrões foi dividir horário da jornada de trabalho, das férias, das licenças. Em 74 anos a CLT fixou as regras e as leis, na defesa do trabalhador. Isso tudo acabou. O patrão agora é o rei e decide.


2 de novembro de 2017

A PERNA CURTA DO TERRORISMO



O terrorismo criado com a montagem da queda do Word Trade Center, para substituir o inimigo ameaçador do mundo do século passado, o comunismo, perde força, apesar do gigantesco aparato midiático internacional. Um fantasma que quem investiga é quem o promove e o condena: a segurança reacionária de alguns países, principalmente França, Inglaterra e EUA. Nos EUA está se tornando uma vergonha. Qualquer atirador revoltado com as injustiças sociais e econômicas é identificado como terrorista. Agora, até um motorista que atropela pessoas e que a polícia ou imprensa diz que gritou “Viva Alá”ou qualquer outra frase alusiva a grupos muçulmanos chamados terroristas. E qual é o objetivo dessa farsa? Vários: manter o mundo sob ameaça, fortalecer a indústria bélica, esconder mazelas sociais e econômicas do capitalismo e invadir ou derrubar governos de países com grandes reservas de petróleo.  

29 de outubro de 2017

CORRUPÇÃO E DEMOCRACIA

O capitalismo e a democracia de classe por ela instituída,  estão sempre criando falsas dicotomias e fantasmas para se perpetuarem no poder. Foi assim com o fantasma do comunismo no século passado e está sendo assim nesse início de milênio com o terrorismo (nos EUA e na Europa) e a corrupção (na América do Sul). No Brasil a corrupção é a estratégia que usam e ameaçam à democracia. Corrupção, produzida e financiada por eles. Seus quadros de propagandistas intelectuais se incumbem de fazer o terrorismo midiático entre os poucos informados. Com isso, escondem as verdadeiras mazelas do capitalismo como, desemprego, fome, doença e analfabetismo. Esse autêntico terrorismo da elite radicaliza quando um governo popular aparece e ameaça seus lucros e sua mazelas, como o PT. O exemplo mais cristalino de que não é a corrupção que os incomoda, é o governo Temer.


21 de outubro de 2017

NOVA DIREITA ASSUME O PÓDIO DO CAPITLISMO

Uma leitura sobre o momento difícil que vive o Brasil e o mundo, é sobre quem manda no capitalismo atual. Quem subiu no pódio foi o rentismo ou mercado financeiro, que sofre e, ao mesmo tempo, se aproveita de um futuro concorrente: as gigantes da nova tecnologia (facebook, google e outras). Sai de cena o capitalismo da revolução industrial. Uma nova concepção de mundo surge que não respeita acordos, voto, Constituição, ética. No Brasil, um verdadeiro terrorismo toma conta da população, atinge até setores conservadores. Através de um golpe corruptos indicados por essa nova elite destroem o Estado, roubam suas riquezas e aniquilam direitos. Enfrentá-los só o conhecimento e a conscientização da maioria

17 de outubro de 2017

ABUTRES DO MERCADO DILAPIDAM O PAÍS

Temer e sua palavra não vale mais um centavo para milhões de brasileiros, como revelam as pesquisas. Mas vale bilhões de reais para grupos econômicos, estrangeiros e nacionais, tão corruptos quanto ele e sua gang. Ditos de mercado, representam a outra moeda da corrupção (invisível) e devido ao seu poder econômico são inatingíveis por voto, leis, Constituição. Avançam como abutres sobre o Estado e o patrimônio do povo. Com isso, está dado o mote para a lei da selva ou de mercado. Constituição e ética, tudo para o espaço. Surpresa e estupefata a população assiste tudo sem instrumentos legais para reagir. Só há duas saídas: revolução ou eleições  livres já, com poder de constituinte